Destaque

Kássio Nunes Marques é chamado de “novato” e “Kássio Conká” após liberar cultos religiosos

Kássio Nunes Marques, ministro do STF – Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF/Divulgação

Depois da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kássio Nunes Marques de liberar os cultos religiosos e missas no pico da segunda onda da pandemia de Covid-19, e determinar que a Polícia Federal apure qualquer desobediência a essa decisão por parte do prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil, o membro da mais alta Corte do judiciário brasileiro foi chamado de “novato” e “Kássio Conká”.

O uso da pecha “novato” veio do ministro do próprio Supremo, Marco Aurélio, que chegou também a lamentar: “pobre judiciário”.

Já o termo “Kássio Conká” veio de duro artigo de Reinaldo Azevedo.

O caso poderia ser levado ao plenário da Corte, o que faria com que o ministro fosse isolado neste tema, visto já haveria entendimento do Pleno em sentido contrário à decisão de Nunes Marques.

Mas já há pedido do partido Cidadania para que o presidente do STF, ministro Luiz Fux, derrube a decisão do colega.

Fonte: 180graus

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar