Destaque

Moradora está há 30 horas amarrada a poço em protesto contra falta d’água no Piauí

Cansada da constante falta de água no bairro onde reside, a trabalhadora rural Ângela de Jesus, 37 anos, decidiu se amarrar no poço instalado no conjunto Pedro Balzi, Zona Sudeste de Teresina. O protesto já dura 30 horas e nem mesmo a chuva, que caiu na cidade durante a madrugada desta sexta-feira (20), impediu a moradora de continuar com movimento.

Moradora está há 30 horas amarrada a poço em protesto contra falta d’água no Piauí

Conjunto Pedro Balzi está há quase 15 dias em abastecimento de água. Para Ângela de Jesus, os moradores vivem em total abandono porque há um poço tubular cavado, no entanto, a água não chega às torneiras devido à falta de energia elétrica para bombeá-las.

“Eu só saio daqui quando estiver saindo água pela torneira de casa. Quando isso acontecer vou tomar um banho de uma hora. Vou contar no relógio e não vejo a hora disso acontecer”, afirmou a dona de casa.

Segundo o presidente da associação de moradores do bairro, Manoel da Silva, representantes da Eletrobras estiveram no local na manhã desta sexta-feira (20) e restabeleceram o fornecimento de energia, mas os moradores continuam sem o abastecimento de água porque a bomba queimou e somente na segunda feira (23) uma nova será recolocada.

Sensibilizados com atitude a moradora, os vizinhos levaram comida, cobertores e fizeram uma fogueira para aquecer Ângela de Jesus. Alguns moradores relataram para a reportagem que estão preocupados com a vizinha, pois ela tem saúde frágil e ficou por muito tempo exposta.

A Águas e Esgotos de Teresina S/A (Agespisa) informou que estava aguardando a ação da Eletrobrás Distribuição Piauí, responsável pela ligação de energia que é necessária para o funcionamento do poço. A ligação elétrica foi realizada no final da manhã desta sexta-feira (20), e o funcionamento do poço será normalizado na proxima segunda-feira (23).

Fonte: G1/Piauí

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar