DestaqueEntretenimentoNotíciasSão Julião

Perfil: Conheça Laurenrossi do Acordeon – de São Julião para o Brasil

Laurenrossi de Jesus Rocha é o nome oficial de Laurenrossi do Acordeon, sãojuliãoense, sanfoneiro titular da banda Moleca 100 vergonha, uma das maiores e renomadas bandas de forró do Brasil. O seu pai, o sanfoneiro Neto Cadino, foi o grande incentivador para o desenvolvimento de sua aprendizagem. Nasceu no primeiro dia do mês de maio de 1989, na cidade de São Julião-PI, é filho de Laurêncio Ricardino da Rocha (Neto Cadino) e Rosa Antônia da Rocha. É casado com a professora Clegiana de Carvalho Rodrigues.

Laurenrossi no palco com a Moleca 100 vergonha – Imagem: Arquivo pessoal

QUANDO TUDO COMEÇOU

Teve o primeiro contato com a sanfona aos 11 anos de idade: “Sentava na cama e minha mãe colocava a sanfona no meu colo. Eu nem sequer podia com o instrumento, por isso, tinha que recebê-lo sentado encima da cama”, declarou. Assumiu também que o seu pai (o sanfoneiro, Neto Cadino) não sabia desta história e temia que, quando o mesmo descobrisse, viesse a brigar e a proibir de vez o seu contato com o fole de 80 baixos. Porém, para o seu alívio, quando o pai o surpreendeu praticando a sua ‘travessura’, ao invés da tão temida proibição, o mesmo se mostrou satisfeito pelo interesse do filho e se dispôs a ensiná-lo. “Ele pegou a sanfona e começou a ajustar a alça de acordo com o meu tamanho. Daí comecei e não parei mais!”. E acrescentou: “Esse dia está gravado em minha memória. Nunca esquecerei”, declarou emocionado.

Com os companheiros em ação – Imagem: Arquivo pessoal

CARREIRA
O passo seguinte foi atender o convite para tocar teclado na igreja católica de São Julião e, em casa, o contato com a sanfona se tornou frequente. Tocar para um público maior, aconteceu por conta da reativação do Forrozão Classe A, banda de sua cidade natal, em 2010, quando foi convidado a fazer parte do grupo, como sanfoneiro.

Em 2013 recebeu o convite para tocar em uma banda de maior expressão, a Marcas da Paixão, de Trindade-PE, mas não deixou o Forrozão Classe A. “Segui tocando nas duas bandas, paralelamente. Haja vista que a agenda das mesmas não era grande”.

Em 2014 deixou o grupo de Pernambuco, porém continuou no de sua cidade e dividiu o tempo se apresentando com outros artistas que sempre lhe procuravam: Welson Araújo, Everton Torres e Lamarck.

De camisa preta, Laurenrossi pousa com os demais músicos da banda – Imagem: Arquivo pessoal

MOLECA 100 VERGONHA
Mas, o melhor ainda estava por vir. 2016 foi o grande ano. Laurenrossi, enfim, teria a oportunidade de mostrar o seu talento para todo o Brasil. Teve os seus dotes musicais contratados para servir os quadros da Moleca 100 vergonha, de Pernambuco, uma das maiores e mais conceituadas bandas de forró do Brasil. “Na atual formação, eu sou o músico mais antigo, com exceção dos vocalistas”, conta orgulhoso. “Estou vivendo o melhor momento da minha carreira e agradeço muito a Deus por isso”.

Com a Moleca, faz uma média de 18 shows por mês e destaca os meses de junho, dezembro e o período carnavalesco como os mais procurados. Já se apresentaram em todos os estados do Nordeste, com destaque para Maranhão, Piauí, Ceará e Pernambuco. Fora da região, o sanfoneiro mencionou os estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Notícia relacionada: Sanfoneiro de São Julião faz turnê por todo o Brasil junto a banda Moleca 100 Vergonha

Fonte: Prof. Francisco de Assis Sousa/verdes Campos Sat

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar