DestaquePiauí

Piauienses da mesma família estão entre as vítimas das chuvas em São Paulo

Ariosvaldo da Silva Paes landim e Beatriz Macedo de Farias eram primos. Eles estão entre as vítimas que morreram soterradas.

Dois piauienses do município de São Braz do Piauí (562 km de Teresina) estão entre as vítimas dos desastres provocados pelas fortes chuvas no Litoral Norte de São Paulo, que deixou ao menos 40 pessoas mortas. Ariosvaldo da Silva Paes landim, de 46 anos, e Beatriz Macedo de Farias, de 26, eram da mesma família e morreram soterrados.

A informação foi repassada ao Meionorte.com pela Prefeitura de São Braz do Piauí, que em suas redes sociais, manifestou pesar pelos familiares das vítimas, que são primos, que residem no município. A gestão ainda se colocou à disposição das famílias para todo o apoio necessário. A prefeitura decretou luto oficial de 3 dias.

Piauienses da mesma família estão entre as vítimas das chuvas em São Paulo (Foto: Imagens cedidas ao Meio Norte)
Piauienses da mesma família estão entre as vítimas das chuvas em São Paulo (Foto: Imagens cedidas ao Meio Norte)

“A Prefeitura Municipal de São Braz do Piauí em nome da Prefeita Deborah Cardoso, se solidariza com as famílias Sanbrazenses que perderam seus entes queridos na tragédia de São Sebastião-SP, devido às fortes chuvas. Nesse momento de profunda dor e pesar, a administração municipal manifesta es familiares e amigos, expressando as mais sinceras condolências pelas partidas precoce. A administração municipal aguarda novas informações sobre as vítimas dessa tragédia, ao mesmo tempo que se coloca à disposição das famílias para todo o apoio necessário”, diz o comunicado. 

Equipes de resgate seguem as buscas por soterrados em São Sebastião, onde foi registrado 39 óbitos. Um foi em Ubatuba. Foi decretado estado de calamidade em 6 cidades e luto oficial de 3 dias. Trechos da Rio-Santos podem não existir mais, disse governador de São Paulo, Tarcísio Freitas. Em todo estado são 1.730 desalojados e 766 desabrigados. Além disso, ainda há previsão de chuva para esta segunda-feira na região.

Prefeitura lamenta morte dos piauienses (Foto: Reprodução)
Prefeitura lamenta morte dos piauienses (Foto: Reprodução)

Ações

Lula viajou de Salvador (BA) para São Paulo nesta segunda-feira. Ele estava no litoral baiano, onde passava o feriado de Carnaval. Neste domingo, em uma rede social, ele anunciou que viajaria ao Litoral Norte de SP para acompanhar os trabalhos de enfrentamento à tragédia provocada pelas chuvas. Segundo informou a Defesa Civil, o volume de chuva nas últimas 24 horas superou o esperado para todo o mês de fevereiro em três cidades do Litoral Norte.

O governo federal enviou agentes da Defesa Civil Nacional para ajudar na assistência das vítimas e no apoio às áreas afetadas. Além disso, no domingo, reconheceu a situação de calamidade na cidade de São Sebastião, medida que facilita o envio de verbas e suporte federais para o local.

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira que serão enviados à região três kits de medicamentos, que podem atender cerca de 4,5 mil pessoas por um mês. Cada kit, de acordo com a pasta, contém 25 tipos de medicamentos e 13 insumos, que podem ser utilizados em situações de emergência.

Mantimentos

Em uma rede social, o ministro de Portos e Aeroportos disse que empresas do setor portuário doaram 30 toneladas de mantimentos, como água potável, alimentos e produtos de limpeza para as famílias que vivem nas regiões atingidas pelas tempestades.

Os itens serão transportados do Porto de Santos para São Sebastião em um navio da Marinha, conforme o ministro.

Chuvas deixaram 36 mortos no litoral paulista (Foto: Defesa Civil de São Sebastião)
Chuvas deixaram 36 mortos no litoral paulista (Foto: Defesa Civil de São Sebastião)

Transportes

Nesta segunda-feira, o Ministério dos Transportes divulgou nota na qual afirma que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está atuando 24 horas por dia na manutenção preventiva de pontes e rodovias.

A pasta declarou também que atua em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Polícia Rodoviária Federal e a Defesa Civil para atender eventuais ocorrências no tráfego de veículos. “Não faltarão recursos materiais e financeiros”, diz a nota.

O Ministério dos Transportes pede ainda atenção a motoristas que transitam pelas rodovias da região e que eles comuniquem às autoridades eventuais sinais de risco.

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias