DestaqueMunicípios

Sem chuvas, governador decreta emergência em Alagoinha, São Julião e mais 38 municípios do Piauí

Com o fim da validade do decreto de emergência em dezenas de municípios e o agravamento na situação em muitos entes, o governador do Estado, Wellington Dias (PT) optou por emitir um novo ato sinalizando a situação “anormal” registrada em 40 cidades piauienses por conta da estiagem, principalmente na região do Semiárido. A falta de chuvas e a redução no índice dos reservatórios têm provocado diversos obstáculos à população, tanto no que se refere a água para consumo quanto para a produção.

Sem chuvas, governador decreta emergência em Alagoinha, São Julião e mais 38 outros municípios do Piauí

Para justificar o decreto de emergência nos 40 municípios, Dias relata a irregularidade na distribuição pluviométrica e a acentuada queda da mesma no período chuvoso 2016/2017, na maioria das cidades piauienses, em especial dos aglomerados dos Territórios Serra da Capivara, Vale do Canindé, Vale do Guaribas e Vale dos Rios Piauí e Itaueira, tomando como base informações da Secretaria do Meio Ambiente (Semar) provenientes das estações de acompanhamento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e Agência Nacional das Águas (ANA).

Os municípios que tiveram a situação de emergência declarada pelo Executivo piauiense foram: Acauã, Alagoinha do Piauí, Alegrete do Piauí, Belém do Piauí, Betânia do Piauí, Bonfim do Piauí, Caldeirão Grande do Piauí, Campo Alegre do Fidalgo, Campo Grande do Piauí, Capitão Gervásio Oliveira, Caridade do Piauí, Coronel José Dias, Curral Novo, Dirceu Arcoverde, Dom Inocêncio, Fartura do Piauí, Francisco Macedo, Francisco Santos, Fronteiras, Guaribas, Isaías Coelho, Jacobina, Jaicós, Jurema, Lagoa do Barro do Piauí, Marcolândia, Massapê do Piauí, Morro Cabeça no Tempo, Nova Santa Rita, Padre Marcos, Pio IX, Queimada Nova, São Braz do Piauí, São Francisco de Assis do Piauí, São Julião, São Lourenço do Piauí, São Raimundo Nonato, Simões, Várzea Branca, Vila Nova do Piauí.

Meio Norte

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar