DestaqueEducaçãoMunicípiosNotíciasSão Julião

Na primeira Sessão do mês de maio, Câmara de São Julião discute sobre meio ambiente e precatórios da educação

Na primeira Sessão do mês de maio, Câmara de São Julião discute sobre meio ambiente e precatórios da educação

A Câmara dos Vereadores de São Julião – PI realizou nesta noite de sexta-feira, 12 de maio, a primeira Sessão Ordinária do corrente mês. Sem projetos para serem votados ou apreciados, o legislativo discorreu sobre alguns assuntos importantes para o município como meio ambiente e os precatórios dos professores municipais.

Durante a sessão, o coordenador municipal de Meio Ambiente, Paulo Vinicius, o Pastor Paulo, fez uso da tribuna para apresentar o projeto de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que objetiva incentivar os municípios a cumprirem 17 objetivos sustentáveis a fim de melhorar a relação do homem com a natureza.

Câmara discutiu sobre precatórios da educação e meio ambiente – Foto: Jeremias Carvalho

Com presença de um bom número de professores os parlamentares debateram também sobre os precatórios dos profissionais da educação municipal que é um montante de dinheiro proveniente da União que visa ressarcir uma diferença salarial aos professores do antigo Fundef.

O dinheiro, algo entorno de R$ 2,5 milhões terá uma parte da quantia, cerca de 20%, para pagar advogados e o outro montante será dividido da seguinte maneira: 40% para as receitas da prefeitura e os outros 60% com os professores que trabalharam na rede municipal de 2002 ao ano de 2006.

De acordo com a categoria dos professores presentes, o dinheiro dos precatórios deveria ter sido repassado à classe em dezembro do ano passado, mas por conta de um embargo judicial do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, os valores continuam emperrados.

Coordenador de Meio Ambiente Paulo Vinícius falou projeto sustentável no município – Foto: Jeremias Carvalho

A classe pediu apoio dos legisladores municipais para juntos buscarem uma solução para a desburocratização que até o presente momento impede os profissionais da educação de receberem o que são seus de direito.

A Câmara através de sua presidente, Antônia Maria de Araújo Sobrinho (PSDB) se manifestou a favor da classe e disse que buscará junto aos demais vereadores soluções para sanar o imbróglio que emperra o recebimento dos precatórios.

Professores estiveram presentes à Sessão desta sexta-feira buscando informações sobre os precatórios – Foto: Jeremias Carvalho

De acordo com a presidente, ela já esteve na Caixa Econômica Federal em Picos conversando com a gerente geral sobre o assunto e o esforço do legislativo municipal é que os professores recebam seus precatórios conforme seus direitos lhes são assegurados.

“A gerente me disse que os professores têm autonomia para procurarem a Caixa para tentarem resolver a situação, se possível também a gente pode organizar uma reunião junto ao executivo para tentar resolver o problema, nosso desejo é que todos recebam seus precatórios”, pontuou a presidente.

Os demais vereadores também se manifestaram a favor da classe.

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar