DestaqueGeral

Usina de biodiesel será reativada em Floriano e deve gerar quase 400 empregos

Foto: Divulgação / CCOM

Está prestes a ser reativada no Piauí a usina de biodiesel de Floriano, cidade a 247 quilômetros de Teresina. Com investimentos de aproximadamente R$ 60 milhões, as operações já devem começar no mês de novembro deste ano.  A inauguração está marcada para o final de outubro e a expectativa é que a usina produza 250 mil litros de biodiesel por dia – cerca de 90 milhões de litros por ano. O faturamento previsto é de R$ 400 milhões por ano.

Controlada pela Brasil Ecodiesel, a usina havia funcionado até abril de 2009, quando foi desativada. O empreendimento foi um dos pioneiros no setor e produziu 43,6 milhões de litros do combustível. Com seu fechamento, o governo buscou atrair novos investidores para solucionar o “gargalo” que ficou na economia do Estado.

Agora, a usina será controlada pela empresa Unibras e já está habilitada para participar do 69º Leilão de Biodiesel, no final deste ano.  Instalada numa área de 10 hectares, inicialmente a usina deve gerar 70 empregos diretos e mais de 300 indiretos. Além disso, a indústria deve incentivar o aumento da produção de soja no Piauí, já que vai usar o grão como a matéria-prima principal – o biodiesel será produzido através do esmagamento da soja.

Segundo o superintendente do Desenvolvimento Econômico no Estado, Ulysses Moraes, a usina poderá, futuramente, reduzir o preço do diesel no Piauí. “Essa usina vai ser um incentivo, uma oportunidade para os produtores de soja e também poderá reduzir o preço do diesel, porque se a empresa produz no Piauí, poderá fornecer para o Estado”, reforça.

Para o governo, a instalação da usina de Floriano representa a fixação do homem no campo e vai fazer circular no Piauí novo dinheiro, novas frentes de trabalho e novas tecnologias.

Fonte: Cidade Verde

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar